Buscar
  • Teoria Feminista

Explicando alguns temas e/ou conceitos do Feminismo decolonial a partir de María Lugones



Heterossexualidade normativa: É a condição que determina os padrões de comportamento das pessoas em todas as suas relações. O padrão heterossexual é considerado o bom, o correto e o que deve ser seguido. 

A heterossexualidade normativa é um padrão excludente, não permitindo a existência de diversidade.


Colonialidade e Colonialismo: O Colonialismo se refere a um momento histórico específico, no caso a época das grandes navegações.

Já a Colonialidade é uma forma de se classificar que começou a ser colocada em prática no processo de colonização.Trata-se de um processo de redução da humanidade de determinados grupos sociais, que acontecem a partir de um conjunto de processos de classificação, dominação e controle.


Colonialidade do poder, do ser e do saber: Colonialidade do poder : se manifesta na classificação social da população mundial ancorada na noção de raça. Colonialidade do ser : se manifesta no processo de definição do "ser" do/a colonizado/a pelos/as  colonizadores/as. Colonialidade do Saber : considerara como saber legítimo apenas aquele que é produzido na Europa, excluindo os demais saberes existentes.


Colonialidade de Gênero: É toda forma de imposição da heterossexualidade normativa, tendo como fim a imposição também do sistema capitalista. A colonialidade de gênero educa os corpos a se manifestarem de maneira que seja socialmente aceita por um padrão imposto dentro dos limites da conceituação do masculino e do feminino definido pelo sistema patriarcal.


Referência: Texto Colonialidade e Gênero de María Lugones

19 visualizações1 comentário
 

©2020 criado por Teoria Feminista e Wix.com